sábado, 20 de abril de 2013

Pastor Ailton Júnior é o novo vice-presidente da AD de Pernambuco. Diretoria também passa por mudanças; veja os nomes

20 comentários. Clique aqui e deixe o seu também!


O culto administrativo deste mês da Assembleia de Deus de Pernambuco, realizado na última quinta, 18, trouxe mudanças significativas na composição da Mesa Diretora da igreja.

A principal delas está na aprovação do nome do pastor Ailton Júnior como o novo vice-presidente da IEADPE, substituindo o pastor Samuel de Oliveira, que acumula, agora, os cargos de vice-presidente da Convenção das Assembleias de Deus de Pernambuco (Conadepe) e gestor da filial em Caruaru (PE). O pastor João Severino Fernandes passa a ser o vice-presidente de honra da convenção.  

O pastor Ailton Júnior é o terceiro vice-presidente da gestão do pastor Ailton José Alves. O primeiro deles foi o pastor Dário Tavares, atual líder da AD em Jaboatão dos Guararapes. 

Quem deixa a Mesa Diretora, além do pastor Samuel, é o pastor Cândido de Freitas, que agora pastoreia a igreja em Garanhuns (PE). Também foram efetivados na diretoria os pastores Waldemir Farias e Oscar Dantas, juntando-se aos ministros Luiz Mário, Joab Fortunato e Eliel Aguiar.

Veja, abaixo, a nova composição da Mesa Diretora da IEADPE:

Presidente:
Pr. Ailton José Alves

Vice-presidente:
Pr. Ailton José Alves Júnior

1º Secretário:
 Pr. Luiz Mário

2º Secretário:
Pr. Waldemir Farias

1º Tesoureiro:
Pr. Oscar Dantas

2º Tesoureiro: 

Pr. Eliel Aguiar

3º Tesoureiro: 
Pr. Joab Fortunato


Com informações de Silvio Araújo


A-BD

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Campanha de oração ou vida de oração?

1 comentários. Clique aqui e deixe o seu também!

Todos dependemos da mútua intercessão. Quem sou eu para achar que possa triunfar sobre as batalhas diárias sem que outros intercedam por mim diante de Deus? Seria um arrogante se pensasse assim. Sei que a oração intercessória de milhares de irmãos por esse Brasil afora me sustenta. Sou grato a Deus por aqueles que se lembram de mim.

Mas o que me traz ao tema são as muitas campanhas de oração promovidas em nossas igrejas para mobilizar o povo a orar. É óbvio que não podemos deixar de ensinar ao povo sobre por que devemos orar. Apenas para ilustrar de forma bem viva, a oração faz parte do nosso metabolismo espiritual. Não é opção. É necessidade.

Mas as campanhas em si mesmas, da forma como muitas vezes são feitas, sem cair no terreno da generalização, ao invés de revelar uma espiritualidade sadia, mostram que alguma coisa está errada. Há algo que não vai bem. Existe alguma fragilidade por trás, diferente da mensagem que querem passar, qual seja a de que a oração é algo desejado, buscado, ansiado, por isso as campanhas.



Vejo por outro prisma. Quando campanhas de oração precisam ser promovidas - com as devidas exceções - é porque ela já entrou no processo de rotinização da igreja, já é algo que se faz como mero rito, já não é fruto daquela espontaneidade dos que, como terra sedenta, têm sede de Deus. É mais um ato enfadonho do culto.

Embora compreenda quem promove campanhas de oração, o que menos precisamos é disso. Precisamos simplesmente orar, assim como respiramos sem que alguém fique a martelar em nossos ouvidos: "anda, respira", a não ser que estejamos morrendo!

Orar, se me permitem, precisa ser permanentemente o nosso estado mental em qualquer lugar, até mesmo quando estamos dormindo!




A-BD


segunda-feira, 15 de abril de 2013

Assembleia de Deus na Encruzilhada, primeiro templo da IEADPE, completa 85 anos

1 comentários. Clique aqui e deixe o seu também!


A congregação da Assembleia de Deus no bairro da Encruzilhada, no Recife, festeja, hoje, o seu 85º aniversário. Construída na gestão do missionário sueco Joel Carlson, que consolidou os trabalhos em Pernambuco, a igreja foi o primeiro templo da AD do Estado. A nova congregação impulsionou o trabalho no Recife, quando os cultos tinham uma média de 20 conversões, e cerca de 100 pessoas desciam as águas nos batismos bimestrais.

Na época da construção, no final dos anos 20 do século passado, a AD da Encruzilhada era o maior templo da Assembleia de Deus no Brasil. Foi a igreja-mãe da AD pernambucana durante quase 50 anos, quando o atual templo foi construído, em 1977, na gestão do pastor José Leôncio da Silva.

O curioso é que a IEADPE sempre se destaca em construir grandes templos-sede. Além da igreja na Encruzilhada, o atual Templo Central, no bairro de Santo Amaro, também era a maior de todas as igrejas assembleianas quando foi inaugurado, e o futuro TC, que vai comportar quase 30 mil pessoas, também vai ser o maior templo da Assembleia de Deus em todo o País. A inauguração está prevista para 2018, ano do centenário da IEADPE, hoje presidida pelo pastor Ailton José Alves.

A AD na Encruzilhada, hoje, faz parte da área 1, que abrange o Templo Central e igrejas dos bairros centrais da cidade, como Boa Vista, Benfica, Santo Amaro, etc. O templo recebe, anualmente, as convenções estaduais da Assembleia de Deus de Pernambuco, que ocorrem no mês de abril.



A-BD

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Pastor José Wellington é eleito presidente da CGADB pela 11ª vez

50 comentários. Clique aqui e deixe o seu também!




O pastor José Wellington foi reeleito presidente da Convenção das Assembleias de Deus no Brasil, maior denominação evangélica do País. Com 100% das urnas apuradas, o atual presidente recebeu 9003 votos, contra 7407 do pastor Samuel Câmara. O pastor José Wellington foi escolhido por mais de 17 mil pastores (de um total de 24 mil inscritos) de todo o Brasil, numa eleição histórica e disputada, realizada no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília (DF).

A eleição foi o momento chave da Assembleia Geral Ordinária da CGADB, que ocorre desde a última segunda, 8. Foi a maior das 41 AGO já realizadas pela Assembleia de Deus. A votação foi conduzida pelo presidente da Comissão Eleitoral, pastor Antônio Carlos Lorenzetti.




Pastor Samuel, líder da AD em Belém (PA), se apresentava como um reformador da igreja e queria o uso maciço da TV e o fim da reeleição para o cargo de presidente da convenção. Esta foi a terceira vez que o pastor Samuel Câmara tentou a presidência da CGABD. Ele chegou a circular por vários estados do Brasil em busca de votos dos pastores.

Discreto, apoiado pela maior parte dos deputados ligados à denominação e cioso das antigas tradições da Assembleia de Deus, o pastor José Wellington (AD em São Paulo), por sua vez, confiou nos seus tradicionais redutos eleitorais e de líderes experientes, como os pastores Ubiratan Job (RS), Ailton José Alves (PE), Sebastião Rodrigues (MT) e José Neco (AL), para garantir mais uma vitória.

A nova diretora da CGADB, até 2017, será empossada nesta sexta-feira, último dia de AGO. Os novos dirigentes, formados pelo presidente e por vice-presidentes, secretários e conselheiros fiscais, são os seguintes pastores:

Presidente
Pr. José Wellington Bezerra da Costa (SP)

Vice-presidentes
 1º Vice-presidente: Pr. Ubiratan Job (RS)
 2º Vice-presidente: Pr. Sebastião Rodrigues (MT)
3º Vice-Presidente: Pr. Gilberto Marques (PA)
4º Vice-presidente: Pr. José Neco (AL)
5º Vice-presidente: Pr. Temóteo Ramos (RJ)

Secretários
1º Secretário: Pr. Perci Fontoura (PR)
2º Secretário: Pr. Antônio Dionízio (MS)
3º Secretário: Pr. Pedro Abreu (AC)
4º Secretário: Pr. Roberto José dos Santos (PE)
5º Secretário: Pr. Jonas Francisco (RJ)

Tesoureiros
1º Tesoureiro: Pr. Ivan Bastos (ES)
2º Tesoureiro: Pr. Álvaro Sanches (MG)
3º Tesoureiro: Pr. Oséias de Moura (ES)

Conselheiros Fiscais
Conselho Fiscal 1ª Região: Pr. Jerônimo dos Santos (RS)
Conselho Fiscal 2ª Região: Pr. Geovani Neris (GO)
Conselho Fiscal 3ª Região: Pr. Jediel Lima (TO)
Conselho Fiscal 4ª Região: Pr. Antônio José Dias (MA)
Conselho Fiscal 5ª Região: Pr. Edson Vicente (ES)



O pastor Wellington é presidente da CGADB desde maio de 1988 (com exceção de 1989 e 1993-1995). Com essa vitória, o pastor comanda a Assembleia de Deus até 2017 e acumulará o 11º mandato e 29 anos à frente da maior igreja evangélica do Brasil.

A-BD

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Pastores da IEADPE votarão no pastor José Wellington nas eleições da CGADB. Novo líder sai nesta quinta

1 comentários. Clique aqui e deixe o seu também!


A Assembleia de Deus de Pernambuco enviou uma grande comitiva com mais de 40 pastores para Brasília, onde está sendo realizada a 41ª Assembleia Geral Ordinária da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil. A AGO começou na última segunda e se encerra na sexta, 12.

Junto com outros mais de 24 mil pastores da AD de todo o País, os pastores da Convenção das Assembleias de Deus de Pernambuco (Conadepe), liderados pelo pastor Ailton José Alves, vão escolher o líder máximo da CGADB nesta quinta. A disputa está polarizada, mais uma vez, entre os pastores José Wellington (São Paulo) e Samuel Câmara (Pará).

Pastor Samuel chegou a fazer campanha em Pernambuco, num roteiro que incluía vários Estados nordestinos, e foi bem recebido pela liderança da IEADPE, mas seguiu o trajeto sabendo das intenções de voto da igreja pernambucana. O pastor Ailton José Alves confirmou que os ministros da AD de Pernambuco vão votar na chapa “Amigos do Presidente”, à frente da CGADB desde 1988.  


Apesar da manifestação oficial favorável ao pastor José Wellington, a igreja pernambucana mantém sua postura de respeito e cordialidade a candidatura do pastor Samuel Câmara. Clique aqui e acompanhe a transmissão ao vivo da 41ª AGO.


Fotos: Rebekah Câmara e Peixoto Dina

A-BD

domingo, 7 de abril de 2013

Recebemos ajuda para dar ajuda

0 comentários. Clique aqui e deixe o seu também!


Paulo experimentou muitas provações em Corinto e na província da Acaia. Com os sofrimentos, porém, foi sempre amparado e sustentado pela ajuda divina. Por isso, ele concluiu: "Ele nos ajuda em todas as nossas aflições para podermos ajudar os que têm as mesmas aflições que os temos. E nós damos aos outros a mesma ajuda que recebemos de Deus." (II Coríntios 1.4).

Paulo entendeu a história da Revelação. O Senhor veio à Terra nos salvar porque somos falhos e essencialmente frágeis. Porque somos pecadores até o cerne. E o que quer que tenhamos de saudável pertence, exclusiva e totalmente, ao amor de Cristo em nós.

É a nossa vaidade humana e nossa humana ignorância que nos fazem acreditar que temos algum mérito espiritual. E mais, que a graça divina veio só para nós e que deve parar em nós.

Somos meros canais de comunicação da graça amorável de Deus. Ele nos ajuda, para que transmitamos Sua ajuda. Tirando a graça divina, o que nos sobra é o "espinho na carne". Ao reconhecer que somos realmente fracos, em nós se aperfeiçoa a força do Cristo. Porque continuamos frágeis e abertos ao pecado precisamos, 24h por dia, da força divina que impede a nossa morte.

Graças a Deus porque o Espírito de Cristo nos ajuda. E que recebemos ajuda para ajudar "os que têm as mesmas aflições que nós temos".

Pr. Olavo Feijó

A-BD

segunda-feira, 1 de abril de 2013

O prazer de Deus na nossa adoração

1 comentários. Clique aqui e deixe o seu também!


Apocalipse 4.11 diz: "Tu criaste todas as coisas, e é para o teu agrado que elas existem e foram criadas". Deus criou todas as coisas para seu prazer. Eis a razão porque existem partes distantes do universo que nunca foram e talvez nunca serão vistas pelo homem. Elas foram criadas para o prazer de Deus e não do homem. Sim, existem coisas nos céus, na terra e debaixo da terra, coisas visíveis e invisíveis que foram criadas somente para o prazer de Deus. O próprio homem também o foi. Adorar a Deus é reconhecer isso em tudo. Tudo o que sou e faço deve ter como propósito o prazer de Deus.

O pecado fez com que o homem buscasse em primeiro lugar o seu próprio prazer e, pior, fez com que o homem achasse que o fato dele ter prazer em algo significa que Deus também está tendo. Não é assim não! Muitas vezes, eu não estou me agradando de algo (de um culto minúsculo, sem instrumentos musicais para acompanhar os hinos, por exemplo), mas Deus está. Muitas vezes, eu estou me agradando de algo (de uma apresentação musical que mexeu com as minhas emoções, por exemplo), mas Deus não. Adorar a Deus é dizer e viver “se Deus gosta, isso é o que importa”.

Infelizmente, a igreja se deixou impregnar pelo espírito consumista e ególatra da sociedade em que vivemos. Se uma pessoa vai a uma loja e não é bem atendida, o que ela faz? Vai a outra. Se a loja não tiver o que ela procura, ela vai a outra. Se o preço não for o mais baixo, ela vai a outra. A mesma coisa se faz com a igreja. Uma pessoa frequenta um grupo para ser suprida, e se naquele lugar não for bem atendida, não achar o que procura ou achar um lugar que mais lhe atrai, é para ali que a pessoa vai.

Poucos são os que entendem que devemos nos reunir para adorar a Deus com nossos dons. Minha pergunta não deve ser: “O que essa igreja tem para me oferecer?”. Minha pergunta deve ser: “Como posso servir da forma que possa deixar Deus contente? Será suportando alguém, perdoando, levando uma cesta básica, orando por um irmão, levantando um caído, fortalecendo um fraco, animando um abatido, dando um abraço em alguém?”.

Talvez, o que fazemos não seja algo que chame a atenção dos homens, nem arranque aplausos. Mas o adorador só quer saber se Deus está se agradando dele. O adorador sabe que diante de Deus, muitos primeiros serão últimos, e muitos últimos, primeiros. O adorador quebra seu vaso de perfume caríssimo (sua vida, seu tempo, seus bens, sua família) e o despeja em Jesus, mesmo diante dos protestos daqueles que acham isso um desperdício ou um fanatismo. Para ele, o que importa é que Jesus está aceitando o que ele faz.

O adorador sabe que não precisa esperar até o horário do culto para adorar. Sua vida inteira é uma adoração. Talvez o adorador nunca pegará num microfone e subirá num palco acompanhado por instrumentos musicais de marca famosa. A disputa por isso já é muito grande. Mas o adorador cantará até mesmo numa prisão, com mãos e pés presos, com a voz desafinada por causa de sua posição (ou de suas lágrimas), mas seu louvor poderá provocar um terremoto que abrirá as portas da sua prisão e de outros.

Não é necessário muito esforço para se achar “estrelinhas”. Elas estão por toda parte. Mas o Pai está procurando aqueles que o adorem.


A-BD